Imagem do tópico
09/07/2021

O que é Atrofia Vaginal?


Tenho mais de 45 anos e sinto dores durante a relação sexual. O que eu tenho?
Você pode ter "Síndrome Urogenital da Menopausa" (SUGM), também chamada de "Atrofia Vulvo Vaginal".
Este é um sintoma muito comum no período da pré-menopausa em mulheres acima de 40 anos, devido à diminuição da produção do hormônio estrogênio, mais conhecido como estrógeno ou hormônio feminino.

O que é Atrofia Vaginal?
Com a idade ocorre a diminuição da produção do estrogênio, hormônio responsável por todas as características femininas, como tamanho dos seios, unha, textura e brilho da pele, controle da ovulação, etc.., e sem este hormônio, a vagina passa a ficar atrofiada (Atrofia Vaginal), provocando coceira, secura, diminuição da espessura e da elasticidade das paredes da vagina e consequentemente resultando em dor e desconforto nas relações sexuais.

A Atrofia Vaginal é uma doença?
Geralmente não! São sintomas caracterizados pela diminuição dos níveis do estrogênio e também atribuído ao inevitável processo de envelhecimento. Em alguns casos pode ocorrer uma inflamação da vagina, como a vaginite atrófica ou ser um facilitador de infecção vaginal.
Quais são os sintomas da atrofia vaginal?

  • Dor ou desconforto na relação sexual;
  • Secura ou falta de lubrificação;
  • Sangramento após relação sexual;
  • Certos casos de perda de urina ao fazer esforços;
  • Vontade de urinar a todo momento;
  • Infecção urinária frequente.

A perda de urina involuntária é um problema agravado pela síndrome urogenital?
Sim! A perda de urina involuntária, também conhecida como incontinência urinária é muito comum e frequente acima dos 40 anos de idade.
É um problema muito desconfortável e interfere profundamente na qualidade de vida. Muitas mulheres deixam de sair de casa e algumas precisam usar absorventes para se sentirem mais seguras. Existem diferentes tipos de incontinência urinária, sendo as mais comuns associadas com o esforço (andar, tossir, espirrar e praticar atividades físicas) ou desencadeadas por sensação de urgência incontrolável.

Existe tratamento para a Atrofia Vaginal?
Sim! Quando não houver contraindicação, o uso de medicação hormonal local e hidratantes vaginais são bastante utilizados. Alguns outros métodos de estimulação local estão disponíveis e entre estes tratamentos está o FRAXX!
O FRAXX é uma tecnologia inovadora semelhante aos tratamentos para rejuvenescimento facial e corporal, mas só que desenvolvida para ser aplicada na vagina, de forma fácil, rápida e segura. O FRAXX é aplicado no consultório médico, sem interromper as atividades diárias da paciente.

O que é o FRAXX e como funciona o tratamento?
É muito simples, o FRAXX é a Alta Frequência Fracionada e Microablativa que emite pulsos de energia eletromagnética fracionada em milésimos de segundos, produzindo micropontos térmicos com o diâmetro de um fio de cabelo, estimulando a formação de colágeno novo, aumentando a espessura e melhorando a elasticidade das paredes da vagina. O procedimento é realizado em 3 (três) sessões, com um intervalo de aproximadamente 30 dias entre cada sessão e pode ser associado a outra terapias hormonais.

O tratamento com FRAXX ajuda na recuperação da saúde vaginal e consequentemente na melhora da qualidade de vida e sexual da mulher. 

Consulte o seu médico para saber mais sobre o FRAXX!